Assessoria Preventiva para empresas ME-EPP
Assessoria Preventiva para empresas ME-EPP

"Todo empresário que quer ter sucesso, necessita de uma consultoria Jurídica", essa frase se torna cada vez mais vibrante entre diversos comerciantes do Brasil.

Muitos buscam assessorias contábeis, para realizar calculos, baçancetes, etc, porém, falta-lhes ainda a auditoria juridica da empresa, exercida por profissional da área de direito.

Mas enquantos muitos buscam essa consultoria, outros questionam: "qual a necessidade de uma advocacia preventiva?

A resposta é simples: para evitar que a empresa possua futuros problemas com a Justiça!

Nunca é demais recordar que o Judiciário está abarrotado de processos e a lentidão dos trâmites processuais é enorme. Segundo dados estatísticos da Corregedoria-Geral da Justiça de Santa Catarina, em 2011 foram iniciados 932.211 processos em todo o Estado. Aqueles que ainda estão em trâmite chegam a espantosos 2.181.016 processos para 362 magistrados (média de 1.686 processos por juiz).

Por muitas vezes, o empresário acredita ser auto suficiente para resolver todas as questões que envolvam a administração da empresa, porém, não o faz com o foco jurídico, visto que trabalha sempre na "confiança da parte contrária", jamais se resguardando contra futuros problemas.

Ainda, é evidente que por muitas vezes, a falta de conhecimento de determinados assuntos (que apenas um tecnico juridico poderia saber), repercutem em diversos problemas para a empresa, principalmente, na área trabalhista.

Agora a questão é: será que vale a pena correr esse risco?

O empresário, seja ele, micro, pequeno, médio, ou de grande porte, que planeja sua empresa com uma assessoria jurídica conta com acompanhamento advocatício adequado na tomada de decisões, no fechamento e na análise de contratos, no gerenciamento dos recursos humanos da empresa entre outros interesses jurídicos. Ele trabalha com o resguardo de seu Direito, prevenindo-se e evitando litígios.

Portanto, analisando todos esses fatores, pode-se chegar a uma conclusão interessante para o empresário que quer se prevenir: Sim, eu preciso de uma assessoria jurídica preventiva!